Saúde Animal

Saude Animal

Saúde Animal

Cavalos – Marcas e Peculiariades especiais

As marcas são particularidades independentes das pelagens (dos pêlos), mas tão visíveis que se sobrepôem a certos sinais gerais ou mesmo especiais, a ponto de impressionar imediatamente a vista do observador, razão pela qual são enquadradas no capítulo de pelagem como elementos de identificação , para uma boa resenha do animal.

As marcas são naturais ou congênitas, isto é, que nascem com ela, e artificiais ou adquiridas, isto é, que surgem depois do nascimento.

MARCAS NATURAIS OU CONGÊNITAS

Golpe de machado – depressão existente na unção do garrotw.

Golpe de lança – depressão muscular, subcutânea, sem sinal de cicatriz, muito parecidacom o golpe de uma lança, encontrada nos músculos da tábuia do pescoço, braaços, coxas, nádegas, etc.

Embandeirada – cauda levantada, pode apresentar-se voltada para a direita ou esquerda (cavalo de raça árabe).

Cabana – orelhas caídas.

MARCAS ADQUIRIDAS OU ARTIFICIAIS

Cicatrizes acidentais ou operatórias, marcas a fogo (ferro quente) e marcas químicas (para identificar o proprietário) – quase sempre sobre estas cicatrizes nascem pêlos brancos nos animais cuja pelagem é escura, e pêlos escuros, nos animais, cuja pelagem é clara.

Troncho ou mocho – quando as orelhas são cortadas na base, comidas enroladas ou deformadamente tortas.

Embandeirado artificialmente – rabo levantado e voltado para a direita ou esquerda através de uma intervenção cirúrgica, denominanda “niquitagem”, feita com o objetivo de imprimir mais elegência no animal ou por fraude, quando se quer dar a característica inata do árabe puro em cavalos mestiços ou comuns.

Pitoco ou suro – rabo cortado, sendo a designação de suro mais empregado para aves.

SINAIS E PARTICULARIDADES ESPECIAIS

bocaOs sinais brancos encontrado na face, focinho e pernas são meios de identificação e vêm registrados na documentação exigida pelas entidades responsáveis. Além desses sinais, marcas no próprio corpo do animal ou manchas brancas podem ocorrer na parte inferior do ventre e nos flancos. as marcas na carne do cavalo são mais frequentes nos clydesdale doq que em cavalos de outras raças.

Na cabeça:

Celhado – quando pêlos brancos aparecem nas sombrancelhas.

Vestígio de estrela – quando aparecem pêlos brancos esparsos na fronte.

Estrelinha – quando há uma pequena pinta branca na fronte.

Estrela ou flor – formada por uma mancha branca na fronte, podendo ter várias formas: em coração, em losango, em meia lua, em U. Pode ser “escorrida”.

boca1Luzeiro – formado por uma malha na fronte, podendo ser também “escorrido”.

Filete – determinado por um estreito fio de pêlos brancos que escorre pela fronte ou chanfro.

Cordão – determinado por uma fina mancha branca (mais largo que o filete), que se estende da fronte ao chanfro, e até as narinas às vezes, podendo ser interrmpido ou desviado.

Frente aberta – quando o cordão se alarga tomando todas a frente da cabeça e indo até a região das narinas.

Façalvo – determinada por malha branca sobre as faces laterais da cabeça ou somente sobre um dos lados (esquerdo ou direito).

Beta – pinta branca que corre entre as narinas.

Bebe em branco – quando um dos lábios ou ambos são brancos, devendo isto ser esclarcido na resenha.

Cabeça de mouro – se uma mancha escura (pêlos mais escuros ou pretos) toma toda a cabeça.

Com embornal – se a mancha abrange apenas a parte inferior da cabeça. As particularidades acima citadas devem ser descritas na resenha, se possível com um esboço dos contornos e desvios.

amarilhoNo Pescoço:

crinado – quando o animal apresenta a crina branca ou desbotada. Esta particularidade é comumente encontrada na pelagem Alazão, variedade amarilho. Deve ser mencionada na resenha somente quando aparecer nas pelagens mais escuras. Neste caso a cauda poderá ou não acompanhar a cor da crineira.

No tronco:

dorsoListra de burro – listra estreita, mais escura que apelagem, que se estende ao longo da linha dorsal, indo da cernelha à base da cauda.

Faixa crucial -faixa escura que corta transversalmente a cernelha, geralmente de pelagem vermelha, alcançando as espáduas.

Pangaré -é o animal que apresenta a parte inferior do ventre, face interna das coxas e outras partes do corpo, esbranquiçadas.

Rabicão -animal que apresenta fios brancos na cauda interpolados com outros mais escuros.

Nos Membros:

calcadoZebruras – estrias que cortam transversalmente os joelhos e jarretes.

Bragado – quando o animal apresenta malhas brancas no terço posterior do ventre e nas partes internas das coxas.

Cana-preta – se o animal apresenta canelas pretras nas pelagens que não as incluem.

Calçado – quando a cor branco aparece nos membros, bem delimitada, nas pelagens que não incluem o branco nestas partes. Conforme a extensão do branco o calçamento recebe as seguintes denominações:

Cascalvo -quando somente os cascos são brancos

Calçado sobre coroa -quando o branco está situado apenas na circunferência da coroa do casco.

Baixo calçado – quando o branco vai até o boleto.

Médio Calçado – quando o branco abrange a qualquer parte da canela.

Alto Calçado -quando o branco alcança os joelhos e jarretes

Arregaçado -quando o branco ultrapassa estas articulações (joelhos e jarretes), alcançando os antebraços e pernas.

Argel – quando um só membro é calçado.

Manalvo – somente os anteriores são calçados.

Pedalvo – somente os posteriores são calçados.

Calçado em diagonal – quando o calçamento é no bípede em diagonal, devendo ser esclarecido apenas qual o anterior que forma a diagonal.

Trialvo – quando três membros são calçados (baixo, médios ou altos); devendo ser citado na resenha da seguinte forma: “trialvo anterior esquerdo” – estando nisto explícito que o único membro não calçado é o anterior direito.

Quatralvo – quando todos os membros são calçados.

cascoColoração dos Cascos:

Cascos de matéria córnea azul-ardósia (casco escuro) são considerados ideais. Acredita-se que a ceratina de que se compôem tenha textura densa e de grande rigidez. Em contrapartida, um casco branco é tido por “mole”, incapaz de resistir bem à usura. Não há prova de que essas asserções sejam verdadeiras. Pés brancos acompanham pernas “calçadas”. Os appallosa e outros cavalos mosqueados têm cascos “tigrados” (com litras verticais negras).

SISTEMÁTICA DE RESENHA

Os dados de pelagem, de que se lança mão para a resenha, devem obedecer à seguinte sistemática: modalidade ou categoria, tipo, subtipo (se for o caso), variedades, particularidades gerais, particularidades especiais e finalmente particularidades independentes da pelagem.

Examina-se o animal de diante para trás, de cima para baixo e da esquerda para a direita, de ambos os lados e, também, deve ser visto por trás. Todos os sinais e marcas, bem como certas taras, devem ser detalhadamente citados.

O exército enumerou os tipos de pelagem pela ordem alfabética, considerando apenas onze tipos, que são: alazão; baio; branco; castanho; lobuno; mouro; preto; rosilho; tobiano; tordilho e vermelho.

A Pelagem de todas as Raças

Classificação das Pelagens

Lúcia Helena Salvetti de Cicco
Diretora de Conteúdo e Editora Chefe