Saúde Animal

Saude Animal

Saúde Animal

Histórias – A vida de Hachiko (acontecido em 1920)




logo_diversao

hachiko7Hachiko era um cachorro Akita que passou a vida acompanhando seu dono nas suas idas e vindas. Todas as manhãs religiosamente acompanhava seu dono até a estação de trem de Shibuya, onde o homem embarcava para ir ao trabalho, e no final da tarde lá estava o fiel amigo Hachiko a espera do seu amado dono, esta rotina foi por muitos e muitos anos. Em uma determinada manhã lá se foi seu dono cumprir mais um dia de trabalho, no final da tarde , Hachiko como sempre fazia para esperar seu dono, esperou ,esperou e ele não chegou, mal sabia que seu dono no decorrer do dia durante o trabalho seu dono veio a falecer, mas como um fiel amigo ficou ali parado na porta da estação de trem de Shibuya a espera do seu dono, passava horas e dias e nada de seu dono retornar, por mais que amigos e populares levassem Hachiko embora, ele lá retornava e aguardava, e ali ficou até que um dia morreu, ali parado, no mesmo local onde deixou seu dono pela última vez e como fiel amigo ficou na espera do seu regresso o que não aconteceu …

hachiko2E hoje quem passa pela estação de Shibuya pode ver a estátua de Hachiko (que é também o nome de uma das saídas da estação) que foi esculpida em nome da amizade que uniu este cachorro e este homem, o local é o ponto de referência mais conhecido para quem quer marcar um encontro na saída da estação de Shibuya.

Chu-ken Hachiko (o cachorro fiel Hachiko) nasceu em Akita em 1923 e foi trazido Estátua Hachikopara Tóquio em 1924 por seu dono, o Sr. Eisaburo Uyeno, professor na Universidade Imperial. Seu dono faleceu em 1925 e Hachiko tinha apenas 2 anos de idade e, mesmo assim o seu laço afetivo com o seu dono era muito forte.

hachikoHachiko continuou esperando todos os dias na estação de Shibuya, pelo amigo que nunca mais voltou, durante mais de dez anos. No dia 8 de março de 1935, Hachiko finalmente foi se encontrar com o seu mestre. Ele morreu no mesmo lugar em que seu amigo o deixou pela última vez.

As pessoas que passavam e acompanharam a fidelidade do cachorro se comoveram com a história e resolveram erguer uma estátua em sua honra em 1934. O famoso artista Ando Teru foi contratado para esculpir Hachiko em bronze.

Esta é uma fotografia da estação de Shibuya onde está a estátua de Hachiko. É um marco popular onde os amigos e amantes se encontram.
Esta é uma fotografia da estação de Shibuya onde está a estátua de Hachiko. É um marco popular onde os amigos e amantes se encontram.

Apesar da estátua original ter sido derretida durante a guerra, Hachiko jamais foi esquecido. Em 1948 formou-se uma Sociedade para recriar a Estátua de Hachiko e, contrataram o filho de Ando Teru (morto durante a guerra), Ando Tekeshi, para fazer uma segunda estátua.

Apesar de Hachiko ser um cão, deixou uma mensagem muito importante para os bons amigos. A vida de Hachiko foi retratada em um livro e em filme chamado (A História de Hachiko). Viajantes que passam pela estação de Shibuya podem comprar presentes e recordações do seu cão favorito na Loja localizada no Memorial de Hachiko chamada ” Shibuya No Shippo ” ou “Tail of Shibuya”. Um mosaico colorido de Akitas cobre a parede perto da estação. Hachiko pode ter morrido mas ele nunca será esquecido. A história escrita atrás da estátua perpetua no tempo e continua esquentando os corações da população local e de turistas.

História enviada por Sara Franco
Médica Veterinária - Salvador - BA