Saúde Animal

Saude Animal

Saúde Animal

Lar… doce lar… Já havendo cão(ães), chegando cão.




caes_logo

Procure pegar o filhote na parte da manhã, pois assim ele o período diúrno para conhecer o ambiente, além de poder ter a atenção da família. Se ele puder chegar no fim de semana (sábado pela manhã), melhor ainda.

nick_fifiTodos os cuidados citados no item anterior devem ser observados. Não podemos negligenciar, porém, os sentimentos do(s) cão(ães) que já vivem na casa. Tal como uma criança, o(s) cão(ães) sentem a divisão do tempo para com a nova mascote, e sua conseqüente diminuição de carinho e atenção. Esse fato é inevitável, mas há alguns cuidados simples que podem evitar futuras brigas e incompatibilidades.

Evite apresentar o filhote ao(s) outro(s) cão(ães) logo no dia de sua chegada. Nas primeiras semanas de novo lar, esse filhote necessitará de cuidados especiais. Deixe-o em algum cômodo em que o acesso dos outros animais possa ser evitado.

Um procedimento que pode ser evitado é, logo após manipular o filhote, dar atenção ao(s) outro(s) animal(ais). Isso fará com que esse(s) sinta(m) o cheiro do filhote, “acostumando-se” paulatinamente com a idéia de um novo cão em casa.
Geralmente em uma semana o filhote já está adaptado ao novo lar. Após esse período, pode-se fazer breves apresentações. Nessa fase, é importante dar maior atenção à(s) mascote(s) da casa, mesmo que a primeira reação desta(s) ao filhote não seja amistosa. Nesse caso, deve-se chamar a atenção dessa(s), mas de maneira suave e dando-lhe(s) carinho.

nick_fifi2Conforme for percebendo menor resistência do(s) “veteranos(s)”, vá aumentando o tempo de convivência. Lembrando, nessa fase a maior atenção deve ser dada ao(s) cão(ães) adulto(s). com o passar dos dias, vá distribuindo paulatinamente o tempo de atenção, até que esta se iguale entre todos os cães da casa.

Procure manter comedouros separados quando adultos. Isso facilitará perceber se algum deles parou de se alimentar (verificando-se então o porquê), e mesmo atender aos gostos diferentes de cada cão quanto à alimentação.

Em caso de briga, tentar separar os cães sempre rende alguma mordida ao dono. Um procedimento mais seguro é chamá-los vigorosamente e procurar fazer um barulho agudo e alto. Esse procedimento os distrairá e, assim, poderão ser separados. Leve, então, ambos ao Médico Veterinário para um exame e eventuais suturas.

Luigi Leonardo Mazzucco Albano
Bacharel em Química
Auxiliar Veterinário
Aquariólogo