Saúde Animal

Saude Animal

Saúde Animal

Cor na Pelagem dos Cães – Pêlos Brancos: Cor Natural e Albinismo




caes_logo

Grandes polêmicas foram geradas pela incompreensão do fato de se classificar um determinado cão como albino enquanto que outras raças, cuja pelagem é inteiramente branca, são classificadas como de cor sólida e, outras ainda, como o Samoieda, na qual a cor branca é uma característica da raça.

A cor branca, na pelagem, é gerada por dois tipos de etiologia: a escassa produção da feomelanina, que pigmenta os pêlos em associação com a melanina, que faz parte das características biotípicas de certas raças, e a total ausência de produção da melanina, que pode estar limitada a uma determinada área da pelagem ou alastrar-se por inteiro, que é uma patologia congênita e hereditariamente transmissível.

Nos cães de pelagem naturalmente branca, a produção de melanina é normal e, sob a pelagem branca, pode-se verificar a pele escura, bem pigmentada.

Nos cães albinos, a hipófise não produz a tirosina e a ausência da tirosinase, reação que processa a melanina, em determinada área, produz a pele branca (na realidade, rosada). Portanto, qualquer cão que apresente uma pequena mancha branca, sendo que a pele dessa área também se apresenta branca, ou melhor, despigmentada, automaticamente, é portador da melanopatia hereditária, chamada albinismo. –

Bruno Tausz
Etólogo Presidente do Conselho de Cinologia da CBKC
Árbitro de Todas as Raças