Saúde Animal

Saude Animal

Saúde Animal

Daschshund




caes_logo

cao4Quem nunca ouviu falar do “salsicha” ou do “cofap” apelido que pegou? Os nomes oficiais deste cãozinho tão popular são Teckel no país de origem, a Alemanha e é também a denominação adotada pela F. C. 1 – Federação Cinológica Internacional e pela C. B. K. C. Já a A.C.B. o chama de Dachshund, como fazem os norte-americanos.

Origem

De acordo com Theo Gygas, muito antes da era Cristã, na Ilha de lbisa, no Mar Mediterrâneo, os coelhos haviam se propagado de maneira assustadora. Todos os esforços para controlá-los foram inúteis, assim o governador da Ilha pediu a Roma que enviasse soldados para controlar a situação. Tudo isso foi ineficiente.

Um viajante ao saber do problema da Ilha, lembrou que havia visto no Egito, mais precisamente no sepulcro de Thutmosis III uma gravura de um cão de pernas muito curtas, bastante alongado. Percebeu que esse cão seria o ideal, pela sua conformação, para caçar os coelhos dentro das tocas.

Foram então levados à ilha vários exemplares, que executaram a tarefa com muita eficiência. Ainda de acordo com Gygas, não foi somente no Egito que o cão foi mencionado pela primeira vez (3.000 a.c.) . No outro lado do Mundo, no Peru e no México em escavações realizadas, também encontraram desenhos de cães de pernas curtas muito semelhante ao nosso Teckel.

Foi na Alemanha que a raça teve seu desenvolvimento. Foi chamado de Dachshund – Dachs=Texugo e Hund=Cão e por sua capacidade de caça é também conhecido como Teckelbeine (pernas curtas e tortas). Em 1840 na Alemanha fundou-se o 1o. clube da raça. Durante a 2a Guerra Mundial, a raça foi quase extinta, sendo salva pela astúcia de alguns proprietários que esconderam seus cães em gavetas e armários.

Temperamento

destaque_daschshundÉ um cão de caça que se transformou em cão de companhia. É um cão valente, alerta, capaz de dar alarme e até mesmo guardar a casa se necessário. Isso faz parte do caráter do Teckel, cujo instinto de caçador o leva a enfrentar “inimigos” às vezes bem maiores do que seu tamanho.

Na convivência em família ele é um excelente companheiro, gosta e respeita a todos, mas dedica-se a apenas um. Bastante seletivo, ele vai gostar sempre de quem gosta dele, mostrando assim o lado orgulhoso de sua personalidade.

É um cão valente, independente e obstinado , Qualidade esta que lhe garante êxito sempre que quer algo. Carinhoso e inteligente, faz de tudo para ter um carinho. Bastante atento e ativo ele se transforma em um excelente companheiro de crianças, brincando mesmo depois de velho. Sem ser agressivo mas muito independente, ao se sentir cansado ele trata logo de por um final em tudo. Deita-se “enrolado” no seu canto e só sairá de lá quando quiser. Adapta-se bem a locais pequenos. Aprende rápido hábitos ‘de higiene. Sabe’ se comportar dentro de casa, mesmo sozinho. Isto é – não compõe o estilo destrutivo que rói os móveis e come as roupas.

São ótimos companheiros para passeios de carro e a pé e se adapta facilmente ao modo de vida de seu dono.

Ter um Dachshund é possuir um cão higiênico, limpo, carinhoso, de muita personalidade e muito bom vigia. Mas acima de tudo ter um Teckel é ter a certeza de possuir atualmente o cão mais simpático do Brasil.

Características

O Teckel é um cão próximo ao solo, mais longo do que alto, deve ,ter o dorso reto, cauda portada ao nível do dorso, crânio ligeiramente arqueado -, o stop quanto menos definido melhor; arcadas superciliares preminentes,- nariz romano- maxilares fortes, olhos escuros e uma ótima inserção de orelhas. O antepeito deverá ser bem desenvolvido além de possuir uma ossatura forte e musculatura bem desenvolvida.

Possui 3 tamanhos:
Standard
Anão
Miniatura

e 3 tipos de pelagem:

pêlo curto
pêlo duro
pêlo longo

Chegam a viver de 12 a 15 anos e normalmente mantêm a vitalidade da juventude até a velhice. Mas, como outros cães, merecem certos cuidados. Estão sujeitos a problemas de coluna, porque suas pernas curtas não absorvem tanto os impactos e sobrecarregam a coluna. Evite que seu Teckel sofra quedas ou trancos.

Outro cuidado que a raça exige é o controle da alimentação. Extremamente gulosa, tende à obesidade. resista à tentação de enchê-lo de petiscos.

Outro problema que as vezes aparece é nas situações de stress (ao afastar filhotes dos pais, quando seu dono vai ficar longe por dias seguidos, no cio da fêmea, e em outras situações semelhantes) a resistência do cão cai e aparecem problemas na pelagem, tem-se que prevenir e quando essas situações stressantes forem acontecer, é necessário antes levantar a resistência do animal.

Cuidados

Não dê petiscos entre as refeições.

Não dê comida em excesso, pois pode desarranjar o intestino.

Tomar sol diariamente, antes das l 0:00 horas, durante 30 minutos.

Evite muito calor, friagem e umidade.

Higiene: pano úmido, álcool. Após secar, passar talco e escova.

Banho somente com 60 dias no horário entre l l:00 e 13:00 horas,

secar bem o pêlo, usar Deltacid shampoo.
Garanta a saúde do seu cão, consulte o veterinário pelo

menos duas vezes por ano.

Informações fornecidas pelo
Canil Stern Von Maracaju
Sousas – Campinas – SP – Brasil