Saúde Animal

Saude Animal

Saúde Animal

Fox Terrier Pêlo de Arame




caes_logo

fox_pelo_arameWire Pêlo Duro

Acontece seguidamente, que mesmo no âmbito da cinofilia, ouve-se dizer que o fox terrier pêlo de arame é uma variedade de fox terrier de pêlo liso.

Na realidade trata-se duas raças distintas, embora a conformação geral seja idêntica, diferindo somente no comprimento e na textura do pêlo. De fato, hoje, em nenhum país do mundo concede-se a inscrição no Livro das Origens a exemplares provinientes de um cruzamento entre estes dois tipos de fox terrier.

fox_pelo_duro_2FOX TERRIER PÊLO DE ARAME – PADRÃO DA RAÇA – Bruno Tausz

Padrão FCI nº 169.
Origem: Grã-Bretanha;
Nome de origem: Wire Fox Terrier;
Utilização: caça.
Classificação FCI — grupo 3 – Terrieres;
Seção 1. – de Grande e Médio Porte;

fox_filhotesASPECTO GERAL – ativo e esperto, ossatura e força em pequenas dimensões, jamais atarracado ou rústico. Sua estrutura revela equilíbrio perfeito, em particular quanto às proporções entre o crânio e o focinho, bem como entre a altura na cernelha e o comprimento dos ombros às nádegas, aproximadamente iguais. A postura é típica do caçador, com dorso curto e amplo alcance na sua movimentação. Alerta, rápido nos movimentos, de expressão severa, fica na ponta das patas, na expectativa da mais leve provocação
– –
TALHE – altura na cernelha: máximo 39 cm nos machos, fêmeas ligeiramente menores.
– – comprimento: (padrão não comenta).
– peso: 8,250 quilos para machos e fêmeas, ligeiramente, mais leves.
– –
TEMPERAMENTO – amável, acessível e corajoso.
– –
PELE – (padrão não comenta).
– –
PELAGEM – densa, textura de arame, 2 cm nos ombros a 3,80 na cernelha, dorso, costelas e nos membros, com subpêlo curto e macio. Dorso e membros com pêlos mais ásperos que os flancos. Pêlos no queixo, crespos e de comprimento suficiente para dar a aparência de focinho mais possante. Pêlo dos membros denso e crespo.
– –
COR – o branco predomina, com marcas pretas ou castanho. Marcas de tigrado, vermelho, fígado ou azul ardósia são indesejáveis.
– –
CABEÇA – O comprimento do crânio e do focinho são quase iguais, a diferença é pequena. Se o focinho for nitidamente mais curto, a cabeça será imperfeita, com aspecto de fragilidade.
Crânio – linha superior quase plana, descendo ligeiramente e estreitando-se, gradualmente, na direção dos olhos.
Stop – ligeiro.
Focinho – o diâmetro do diminui, gradualmente, desde os olhos até a trufa, cinzelamento muito sutil sob os olhos, onde deverá ser forte e bem constituído.
Trufa – preta.
Lábios – Contorno das bochechas, cheio e redondo, é indesejável.
Mordedura – fortes, com uma mordedura em tesoura perfeita, completa, com os incisivos alinhados, em inserção, ortogonal aos maxilares. O desenvolvimento ósseo e muscular moderado.
Olhos – escuros, cheios de vitalidade e expressão inteligente, moderadamente pequenos e o mais redondos possível. Inseridos moderadamente afastados, moderadamente alto na cabeça, moderadamente próximos das orelhas. Olhos claros são altamente indesejáveis.
Orelhas – pequenas, em forma de “V”, de espessura moderada, com as extremidades dobradas, caindo para frente, rente as faces. A linha da dobra das orelhas ficam bem acima do nível do crânio. Orelhas eretas, em tulipa ou em rosa, são altamente indesejáveis.
– –
PESCOÇO – liso, musculoso, de comprimento médio, sem barbelas e alargando-se na direção dos ombros; de perfil, apresenta graciosa curva na linha superior.
– –
TRONCO –
Cernelha – bem delineada.
Dorso – curto, nivelado e forte, sem aparência frágil.
Peito – tórax profundo, sem ser largo.
Costelas – as primeiras costelas, moderadamente, arqueadas e, as últimas, bem arqueadas e profundas.
Ventre – (padrão não comenta).
Lombo – bem curto, musculoso, ligeiramente arqueado.
Linha inferior – (padrão não comenta).
Garupa – praticamente, sem inclinação ou curvatura.
– –
MEMBROS
Anteriores – visto de qualquer ângulo, membros retos, ossos fortes e verticais.
Ombros – inclinados desde a cernelha na direção das pontas, que deverão ser refinadas. De perfil, longos e bem colocados, inclinando-se, obliquamente, para trás.
Braços – (padrão não comenta).
Cotovelos – bem ajustados, trabalhando em planos paralelos, rente ao tórax.
Antebraços – (padrão não comenta).
Carpos – (padrão não comenta).
Metacarpos – (padrão não comenta).
Patas – redondas, compactas, com almofadas plantares bem acolchoadas, pequenas, e sola dura; dígitos moderadamente arqueados e corretamente direcionados para a frente.
– –
Posteriores – fortes, musculosos
Coxas – longas e poderosas.
Joelhos – bem angulados, trabalhando corretamente direcionados para a frente.
Pernas – (padrão não comenta).
Metatarsos – (padrão não comenta).
Jarretes – curtos, retos e paralelos, quando visto por trás.
Patas – redondas, compactas, com almofadas plantares bem acolchoadas, pequenas, e sola dura; dígitos moderadamente arqueados e corretamente direcionados para a frente.
– –
Cauda – forte e de bom comprimento; habitualmente cortada, de inserção alta, portada empinada, nem sobre o dorso nem enrolada.
– –
Movimentação – elétrica, de movimentos rápidos, sempre atento, anteriores e posteriores movem-se corretamente direcionados para a frente, em planos paralelos. Cotovelos bem ajustados, trabalham com liberdade, rente ao tórax. Joelhos firmes e corretamente direcionados para a frente. Boa propulsão procedente da flexibilidade dos posteriores.
– –
Faltas – avaliadas conforme a gravidade.
– –
DESQUALIFICAÇÕES – as gerais.
– –
NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

Lúcia Helena Salvetti De Cicco
Diretora de Conteúdo e Editora Chefe