ALCON

Google
 
Como Cuidar do Seu Gato


Lúcia Helena Salvetti De Cicco
Editora Chefe


Embora os gatos sejam independentes por natureza, mesmo assim eles precisam dos seus cuidados como qualquer outro animal de estimação. E certamente irão apreciar muito os seus carinhos. Aprenda, lendo este artigo, como melhor a maneira de tratar seu gatinho e ter com ele uma relação de muito companheirismo, com todas as alegrias que isso vai trazer a você.

ALIMENTAÇÃO

Quem tem um gato quer estar sempre seguro de que as refeições que serve a ele são não apenas apetitosas, mas também balanceadas para atender as necessidades de nutrição do animal.

lsso é possível com o uso do alimento especialmente preparado para ele. Hoje, existe no mercado, vários alimento completos e balanceados, que atende totalmente ás necessidades de nutrição dos gatos.

O alimento industrializado (Ração) deve ser introduzido aos poucos na alimentação dos gatos, para que eles se acostumem a mudança no paladar e na textura. Água fresca deve estar sempre á disposição do gato, qualquer que seja a dieta.

Os gatos diferem muito quanto a quantidade de alimento que necessitam, que varia conforme o tamanho, a raça, o estado e as características de cada animal. A maioria dos gatos está bem adaptada para controlar o alimento que ingerem em relação ás suas necessidades. Como , normalmente, os alimentos industrializados tem uma alta aceitação, poderá ocorrer do gato comer em excesso. Por esta razão, é sempre recomendável observar as indicações nas embalagens dos pacotes de ração.

GATOS OBESOS

Os gatos raramente se tornam gordos, mesmo sendo animais bastante preguiçosos. Mas os gatos castrados podem muitas vezes tornar-se obesos. Para evitar isso, é aconselhável reduzir a quantidade de comida e alimentá-los de forma mais equilibrada.

Você pode dar ao seu gato metade da quantidade habitual de ração e observar se isto reduzirá o peso do animal de modo satisfatório. Em caso contrário, o regime alimentar deverá ser feito sob a supervisão de um veterinário.

Se normalmente você dá ao seu gato algum tipo de guloseima durante as refeições, suprima este hábito. Ele pode ser responsável pelo excesso de peso. Se o seu gato, além de gordo, parecer em más condições, leve-o sem demora ao veterinário, pois ele poderá estar precisando de tratamento.

LEITE

A maioria dos gatos aprecia uma tigela de leite, mas alguns têm dificuldade de digeri-lo, o que poderá causar diarréia. Nestes casos, você deve reduzir a quantidade ou eliminar o leite. Assegure-se de que o seu gato tenha à disposição água fresca.

GATAS GESTANTES

A gata necessitará de mais alimento quando tiver filhotes. Por esta razão, deve ser fornecida uma quantidade maior de alimento para o crescimento antes e após o nascimento dos filhotes, para assegurar a produção do leite.

Desde o inicio da gestação, a gata prenhe necessitará de mais alimento, cuja quantidade deverá ser aumentada gradativamente. Durante as últimas 2 ou 3 semanas do período de 9 semanas de gestação, ela estará comendo aproximadamente o dobro da quantidade normal.

Uma gata em período de lactação poderá necessitar até três vezes mais a quantidade normal de alimento quando os filhotes atingirem 3 ou 4 semanas e precisará ser alimentada com mais freqüência, variando a dieta para assegurar a nutrição adequada. É aconselhável dar á gata tanto leite quanto ela queira beber, desde que possa ser digerido convenientemente.

FILHOTES

Quando em fase de crescimento, os gatinhos têm necessidades maiores de alimentação: proteínas para criar músculos, mais cálcio e fósforo para o desenvolvimento dos ossos e uma enorme quantidade de outros sais minerais e vitaminas. Pode ser dado alimento em grande quantidade, bem como leite.

Mesmo quando é dado leite aos filhotes, é importante que eles tenham sempre água fresca disponível.

Em geral os filhotes são suficientemente ativos e bem constituídos para iniciar a ingestão de alimentos suplementares com quatro semanas Nesta fase, a mãe terá menos leite para dar Os filhotes nesta idade poderão comer ração adicionado ao leite.

Os filhotes desmamados de 7 ou 8 semanas devem ser alimentados ao menos três vezes ao dia.

Lembre-se que os filhotes crescem muito rapidamente e que o seu apetite e necessidade de alimentação aumentam também. É difícil super alimentar um filhote em crescimento se as refeições forem fornecidas conforme o indicado.

Alimente os filhotes sempre que achar conveniente e nunca menos que três vezes ao dia até eles completarem 6 meses. Caso haja sobra de alimento no comedouro, o mesmo deverá ser retirado em no máximo 15 minutos.

CASTRAÇÃO

A menos que você queira que seu gato procrie, procure a orientação de seu veterinário sobre castração e outras formas de controle da reprodução. A castração das gatas (reprodutoras) é designada ovariectomia. A esterilização dosgatos é conhecida por castração. O melhor é discutir com o veterinário qual o procedimento a tomar.

SAÚDE

Muitos donos não sabem que, assim como os cães os gatos também devem ser vacinados.

Graças à vainação,hoje os gatos já podem ser protegidos contra uma doença grave e muitas vezes fatal: a Enterite lnfecciosa dos Felinos (internacionalmente conhecida por F.l.E.). Esta doença é por vezes designada "Gripe dos Gatos'" o que leva a confundi-la com outra virose associada a corrimento dos olhos e do nariz.

A vacinação é feita em duas etapas, a primeira dada geralmente por volta das 8 semanas e a segunda, por volta das 12 semanas ou a critério do veterinário. Uma única dose de reforço por ano ajuda a manter a imunidade.

Os veterinários estão cientes sobre as doenças mais comuns na sua região e poderão aconselhá-lo quanto às datas das vacinas. A melhor medida é marcar uma consulta para vacinação tão logo você receba o seu filhote ou assim que desmamá-lo, caso você mesmo o tenha criado. Nesta ocasião, poderá discutir também a data de outros procedimentos rotineiros, como o sistema de vermifugação e castração. Siga sempre cuidadosamente as recomendações do seu veterinário. A vida do seu gato pode depender disso.

HIGIENE

É muito importante dar ao gato desde cedo um local certo para que ele faça suas necessidades. Um banheiro ou uma área externa são ideais para isto e evitarão que o gato venha a usar a casa para este fim. O local escolhido deverá ser inspecionado e as fezes removidas todos os dias.

Os gatos são animais muito limpos e tomam vários "banhos" por dia, ou seja, eles promovem a sua própria higiene, lambendo-se diariamente. Mas se for necessário você banhá-los, use sempre água morna, shampoo ou sabonete neutro e seque cuidadosamente o pelo com uma toalha ou secador. O prato de comida deve ser lavado após a alimentação do gato e a lavagem deve ser feita em separado da louça da família. Nunca use um de seus próprios pratos para seu animal de estimação.

O mesmo deve acontecer com o prato de leite do seu gato. Certifique-se de que o prato está sempre limpo e o leite sempre fresco. O leite que tenha sobrado de uma refeição deve ser imediatamente jogado fora. Desta maneira, você terá certeza de que o seu animal de estimação e a sua família se manterão saudáveis num lar saudável.

COMPANHEIROS FÁCEIS DE CUIDAR

Os gatos são animais de estimação domésticos e relativamente auto-suficientes. Por isso mesmo, ideais para lares de muito trabalho. Contudo, se as circunstâncias negarem companhia humana durante a maior parte do dia, é preferivel ter dois gatos do que apenas um,j á que estes animais apreciam a companhia de seus semelhantes.

Os gatos se mantém limpos por eles próprios lavando-se cuidadosamente. Gatos de pelo longo necessitam de cuidados regulares com escova e pente.

ALGUÉM DA FAMÍLIA

A chave de toda a questão de ter um animal de estimação, de treiná-lo e mantê-lo, é o respeito pelo indivíduo. Você trata sua família nesta base e é assim que deve tratar também o seu gato. O animal de estimação tem sua própria personalidade e dignidade.

É seu dever preservar isto, lembrando que um contato especial entre seres humanos e animais exige um conhecimento mútuo das necessidades recíprocas.

Por amar o seu animal de estimação, você tem responsabilidades com ele. Seguindo estas Regras, você pode assegurar-se de que a sua responsabilidade com seu gato e com a sociedade foi corretamente cumprida.

CONSULTE SEMPRE O SEU VETERINÁRIO QUANDO HOUVER DÚVIDA QUANTO AO BEM-ESTAR DO SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO.

Lúcia Helena Salvetti De Cicco
Editora Chefe


 

CONDIÇÕES DE USO DE IMAGENS E TEXTOS


Copyright®1997/2011 - Comercial De Cicco. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação deste conteúdo é expressamente proibida, estando sujeito o infrator às sanções legais cabíveis, de acordo com a lei 9610/98. Política de Privacidade e Segurança



Saúde Vida On line


Entre para a família Saúde Animal e personalize sua navegação.