linha


linha


Entre para a família Saúde Animal.

linha

Entre e faça uma homenagem ao seu amigo.


CONDIÇÕES DE USO DE NOSSAS IMAGENS E TEXTOS

ALCON

Google
 

ROTTWEILER  


I. Histórico do Rottweiler

O Rottweiler é uma das mais antigas criações conhecidas pelo homem. Ela pode ser traçada nos idos do século I quando eles acompanhavam as legiões romanas através dos Alpes, guardando prisioneiros de guerra e pastoreando o gado. O imperador Nero, é dito, mantinha um número deles ao redor de seu palácio para desencorajar intrusos. Mais tarde, Rottweilers serviram como condutores e cão carroceiro, e seus proprietários descobriram que seus valores estavam sempre seguros em longas jornadas para os mercados quando vinham amarrados no pescoço destes grandes animais.
Ele recebeu esse nome por causa da antiga cidade de Rottweil: Rottweil Metzgerhund (cão de açougueiro de Rottweil). Os açougueiros criaram esta raça de cães com a única finalidade de trabalho. Assim no decorrer do tempo, desenvolveu-se um excepcional cão de guarda e pastoreio e que também foi utilizado como cão de tração.
A fama desta poderosa e corajosa raça espalhou-se através da Europa e do Novo Mundo. Felizmente, cuidados tem sido tomados por dedicados e responsáveis criadores para reter as características dominantes de força, inteligência, bravura e devoção ao dever. Todas estas qualidades eram valorizadas pelos antigos romanos e atravessaram os tempos até hoje.

II. O padrão da raça

Aparência Geral:

A criação de Rottweiler visa um cão forte, preto, com marcações em mogno claramente definidas, o qual, apesar da aparência geral maciça, deve possuir nobreza. É particular indicado para o trabalho, um excelente guarda e companheiro.

O Rottweiler é um cão robusto, em tudo a sua estrutura compacta, forte e bem proporcionada denota grande força, agilidade e resistência. Sua aparência dá imediata impressão de determinação e coragem, sua conduta é autoconfiante, decidida e destemida. Seu olhar calmo indica boa natureza. É muito alerta nas suas reações com relação a seu ambiente e seu dono.

Tamanho:

Altura na cernelha - machos de 60 a 68 cm.
fêmeas de 56 a 63 cm.

Machos - 61 - 62 cm pequenos
63 - 64 cm médios
65 - 66 cm grandes (altura desejada)
67 - 68 cm grandes demais
Os machos são caracteristicamente maiores, com ossatura mais pesada e mais masculino na aparência.

Fêmeas - 55 - 57 cm pequenas
58 - 59 cm médias
60 - 61 cm grandes (altura desejada)
62 - 63 cm grandes demais

A proporção deve ser considerada em lugar da altura sozinha. Profundidade de peito deve ser cinqüenta por cento da altura. O comprimento do corpo ao esterno à protuberância do isquio, não deve exceder a altura nos ombros em mais de 15%.

Cabeça:

De tamanho médio, larga entre as orelhas, linha do crânio moderadamente arqueada. Arcos zigomáticos e stop bem desenvolvido; o comprimento do focinho não deve exceder à distância do stop ao occipital. Crânio de preferência seco; contudo algumas rugas podem aparecer quando o cão está em alerta.

Focinho:

Cana nasal reta, larga na base afinando ligeiramente na direção da ponta. A trufa é mais para oval que para redonda com narinas pretas.

Lábios:

Pretos, caindo fechados, com os cantos da boca cerrados, gengivas escuras,clareiam em animais mais velhos.

Dentes:

42 em número (20 superiores e 22 inferiores); fortes, corretamente colocados, encaixando em mordedura tesoura - incisivos inferiores tocando por dentro dos incisivos superiores.
Faltas sérias: Qualquer falta dentária, mordedura em torquez.
Desqualificações: Prognatismo superior ou inferior, mais de 4 faltas dentárias.

Olhos:

De tamanho médio, de forma amendoada e na cor marrom-escuro, com pálpebras bem ajustadas.
Faltas sérias: Olho amarelo (olhos de falcão); olhos de cores diferentes; olhos desiguais em tamanho ou forma. Falta de cílios nas pálpebras.

Orelhas:

Caídas, proporcionalmente pequenas, de forma triangular; bem colocadas lateralmente no crânio de modo a fazê-lo parecer maior quando em alerta. A orelha termina aproximadamente ao nível do meio das bochechas. Quando corretamente portada a borda interna deita achatada contra a face.

Pescoço:

Forte, moderadamente longo, bem musculado com uma linha superior ligeiramente arqueada subindo dos ombros, seco, sem barbelas ou peles soltas.

Tronco:

Peito espaçoso, largo e profundo, com antepeito bem desenvolvido e costelas bem arqueadas. Dorso reto, forte e firme. Lombo curto, forte e profundo. Flancos não esgalgados. Garupa larga, de comprimento médio e ligeiramente arredondada, nem reta nem muito caída.

Peito:

Profundo ao nível dos cotovelos.

Lombo:

Curto, profundo e bem musculado.

Garupa:

Larga, de comprimento médio, ligeiramente inclinada.

Cauda:

Normalmente portada na horizontal - dando a impressão de prolongamento da linha superior. Portada ligeiramente acima da horizontal quando o cão está excitado. Alguns cães nascem sem cauda, ou um tamanho bem curto. A cauda é normalmente amputada junto ao corpo. A inserção de cauda é mais importante do que o comprimento.

Quartos dianteiros:

Escápula - longa, bem deitada a 45 graus de ângulo. Cotovelos bem ajustados no corpo. A distância da cernelha ao cotovelo e a do cotovelo ao solo é igual.

Pernas:

Fortemente desenvolvidas com ossos pesados e retos. Não muito juntas.

Metacarpos:

Fortes, elásticos e quase perpendiculares ao solo.

Quartos traseiros:

Angulação dos quarto traseiros balanceada com os quartos dianteiros.

Coxas:

Moderadamente longas, largas e bem musculadas.

Joelho:

Moderadamente angulado.

Pernas:

Longas, poderosas, extensamente musculadas articuladas a jarretes fortes, metatarsos perpendiculares ao solo. Visto que por trás as pernas são paralelas e abertas o suficiente para servir ao corpo corretamente construído.

Pés:

Algo mais longos do que os pés dianteiros, dedos bem arqueados não voltados nem para dentro nem para fora. Ergots, se existentes, devem ser removidos.

Pelagem:

O pêlo externo é reto, áspero, denso, comprimento médio, deitando achatado. Subpelo deve estar presente no pescoço e coxas, mas não deve aparecer através do pêlo. O Rottweiler deve ser exibido ao natural, sem trimming, exceto para remover os bigodes, se desejar.

Falta: Pelagem ondulada.

Faltas sérias: Pelagem muito curta, rasa ou aberta; falta de subpelo.

Desqualificação: Pelagem longa.

Cor:

Sempre preta com marcações do ferrugem ao mogno. As bordas das marcações entre o preto e o ferrugem devem ser claramente definidas. As marcas deverão estar localizadas como se segue: um ponto acima de cada olho; nas faces como uma faixa em cada lado do focinho, mas não na cana nasal; na garganta; marca triangular em cada lado da ponta do esterno; nos anteriores do carpo para baixo até os pés; na face interna dos posteriores descendo em frente ao joelho e alargando para frente dos posteriores do jarrete para os pés; mas não eliminando completamente o preto atrás das pernas; sob a cauda. Uma pincelada preta nos dedos. O subpelo é cinza ou preto.

A quantidade e localização para as marcas de ferrugem são importantes e não devem exceder dez por cento da cor do corpo. Marcações insuficientes ou excessivas devem ser penalizadas.

Faltas sérias: Excesso de marcações; manchas brancas em qualquer lugar do cão (alguns fios brancos não constituem marca), marcações muito claras.

Desqualificações: Qualquer cor base que não o preto; total ausência de marcação.

Movimentação:

O Rottweiler é um trotador. A movimentação é harmoniosa, segura, potente e desembaraçada, com forte tração e poderosa propulsão. Anteriores e posteriores movimentam-se sem desvios para dentro ou para fora, as pegadas traseiras devem tocar as pegadas dianteiras. No trote os quartos dianteiros e traseiros são mutuamente coordenados enquanto que o dorso permanece firme; quando a velocidade aumenta as pernas convergem sob o corpo na direção da linha central.

Caráter:

O Rottweiler deverá possuir uma expressão de coragem com um distanciamento autoconfiante que não lhe permita a imediata e indiscriminada amizade. Ele possue um desejo inerente de proteger a casa e a família e é um cão inteligente de extrema dureza e adaptabilidade com forte desejo de trabalho.

Um juiz deverá retirar da pista qualquer Rottweiler assustado ou agressivo.

Timidez:

Um cão deverá ser julgado fundamente tímido se, recusando parar para o exame ele recua diante do juiz; se ele teme uma aproximação por trás, se ele teme ruídos repentinos e incomum sem grau acentuado.

Agressividade:

Um cão que ataca ou tenta atacar o juiz ou seu condutor é definitivamente agressivo. Uma atitude agressiva ou beligerante contra outros cães não deverá ser considerado agressividade.

Faltas:

O Padrão é uma descrição do Rottweiler ideal. Qualquer falta na estrutura que se afasta do cão de trabalho acima descrito deverá ser penalizado de acordo com a extensão do desvio.

Desqualificações:

Prognatismo superior ou inferior, falta de quatro dentes ou mais. Pelagem longa. Qualquer cor base que não o preto; total ausência de marcações.

IV. Cão de guarda ideal

Já faz algum tempo que o Rottweiler é considerado um dos cães mais eficientes na função de guarda.
Preto, musculoso, compacto e com uma expressão assustadora quando está bravo, é considerado um dos cães com a aparência mais intimidatória, fator importante para uma guarda eficiente.
Ele ainda conta com um ótimo fator a seu favor - a desconfiança. O Rottweiler não gosta de estranhos e não adianta tentar, pois não faz amizade de jeito nenhum com desconhecidos. Não adianta querer ganhar sua confiança para depois roubar ou assaltar os donos e a propriedade. Ele já nasce com um instinto muito aguçado e, portanto, não permite a aproximação de estranhos e muito menos contatos próximos com ele.
A forma de ataque da raça pega muita gente de surpresa. O Rottweiler fica normalmente imóvel e silencioso quando alguém vai, por exemplo, invadir seu território. A partir do momento que a pessoa entra em seus domínios, ataca de maneira firme e rápida, sem vacilar. Em seguida morde a vítima com extrema força, imobilizando-a, pois não a larga, fazendo um bom estrago no local atingido. Acontece que sua potência de mordedura é enorme devido a conformação curta do focinho e os músculos muito bem desenvolvidos da mandíbula (possibilitam maior pressão) e a disposição dentária em forma de tesoura - os dentes da frente do maxilar superior ficam um pouco à frente dos inferiores (facilita a retenção da presa).

Se, por exemplo um assaltante estiver em cima do muro da casa, o Rottweiler não ficará latindo e pulando para tentar pegá-lo como fazem algumas outras raças de guarda. Ele permanecerá quieto, observando, e só avançará se houver a invasão local.
Embora pesado, ele tem também bastante agilidade lateral (consegue pular de lado, mudando rapidamente de lugar), devido ao excelente desenvolvimento de seus membros posteriores, uma herança do passado de cão boiadeiro quando tinha de se livrar de coices do rebanho. Essa agilidade lateral é muito útil, pois ajuda nas brigas, fazendo que o cão se livre mais facilmente de qualquer tipo de ataque - mordidas, pauladas, tentativas de imobilização, etc.

É consenso entre os criadores que o instinto de proteção da raça com relação ao dono é tão grande, que se ele for ameaçado, a reação do cão será bem mais rápida e eficiente e o ataque mais forte do que nos casos em que não há ameaça ao dono. O Rottweiler tem um espírito de liderança muito aguçado, por isso, é preciso que seu dono saiba lidar com ele. Precisa ser enérgico nas ordens, impor sua vontade, fazendo com que o cão o obedeça não pela força, mas sim pela postura firme, para que ele entenda a seguinte mensagem: aqui quem manda sou eu". Só assim, o animal aprenderá a respeitar o dono especialmente no caso dos machos, que possuem essa liderança mais pronunciada.

As informações deste artigo foram fornecidas por Daniella Freire - Canil Berg Donner



Versão para imprimir

 



Copyright®1997/2014 - Comercial De Cicco. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação deste conteúdo é expressamente proibida, estando sujeito o infrator às sanções legais cabíveis, de acordo com a lei 9610/98. Política de Privacidade e Segurança



Anuncio160x240


Saúde Vida On line