ALCON

Google
 

CARBÚNCULO SINTOMÁTICO
PESTE DA MANQUEIRA

Trata-se de doença infecto contagiosa dos animais da espécie bovina, e principalmente de animais jovens, conhecida vulgarmente em nosso país por Peste da Manqueira ou Mal de Ano , e nos países de língua Inglesa por ¨ Black Leg ¨, sendo seu nome científico Carbúnculo Sintomático. Era essa doença confundida antigamente com o Carbúnculo Verdadeiro ou Bacteriano, que é causado pelo: Bacillus anthracis, da qual era considerada uma forma especial. No final do século XVIII, Chabert diferenciou-o, porém do Carbúnculo verdadeiro, baseando-se em seus sintomas clínicos e lesões post-mortem, dando origem então ao nome por que é hoje conhecida de Carbúnculo Sintomático. A descoberta de seu agente causal (etiológico), no entanto, só em 1875 foi possível, e efetuada por Bollinger, que publicou as diferenças entre os agentes causais dos dois tipos de Carbúnculo. Mais tarde, o pesquisado Fesser publicando o resultado de suas investigações, confirmou os trabalhos de Bollinger. A evidência definitiva que tratavam-se de duas doenças distintas foi dada por Arloig, Cornevin e Thomas no ano de 1880.

Seu agente causal (etiológico) é uma bactéria denominada: Clostridium chauvoei, sendo, portanto um germe anaeróbio estrito, como é chamado em bacteriologia, por necessitar para se multiplicar, de ambiente onde o ar atmosférico (oxigênio) esteja ausente. Em sua forma esporulada (de resistência), tem forma de bacilo com extremidades arredondas, medindo 0,6 micra de espessura por 3 a 8 micra de comprimento, e apresentando quer em sua extremidade quer em sua parte média, formação característica que lhe dá a forma de uma colher . Apresentam-se, entretanto, também com formas ovaladas ou alimonadas, e como todo Clostridium é móvel devido aos flagelos dispostos em toda sua superfície (peritríquios). Diferentemente do germe causador do Carbúnculo Verdadeiro (Bacillus anthracis) que necessita de oxigênio para assumir a forma de esporo, o Clostridium chauvoei não necessita de oxigênio, formando seus esporos mesmo no interior dos tecidos onde se localiza causando a infecção. Cora-se normalmente pelo chamado Corante de Gram, daí ser chamado de Gram positivo. Quando com mais de seis dias de idade e fora do organismo, pode-se também corar de forma negativa pelo Gram.

Multiplica-se o germe, nos meios de cultura usuais em bacteriologia, tais como Agar, Gelatina, caldo de carne, leite, batata, solução de peptona e outros, desde que em condições de anaerobiose (oxigênio ausente).

Sua forma esporulada tem excepcional resistência ao calor, necessitando de cerca de duas horas em água fervente para ser destruído. Quando situado em tecidos animais infectados, onde causou a doença, conserva sua virulência por cerca de oito a nove anos. Dessa particularidade do germe, se tira partido, para o preparo de produtos imunizantes, já que o calor e o próprio envelhecimento das culturas atenua sua virulência possivelmente por destruição de sua toxina.
PATOGENIA -

É essa doença também conhecida como uma da enfermidade do pasto, já que seu agente causal encontra-se normalmente no solo das localidades onde a enfermidade tenha ocorrido.

Essa doença tem geralmente um curso agudo com término fatal. Inicia-se com febre e tumefações crepitantes da musculatura, especialmente das regiões dos chamados quartos dos animais bovinos. O exame post-mortem mostra importantes lesões dos músculos e tecido sub-cutâneo próximos, com infiltração de um exudato gelatinoso, amarelado ou sanguinolento, apresentando-se simultaneamente hemorragias de tamanhos variados além de muitas borbulhas gasosas. A musculatura inflamada apresenta-se de coloração vermelha escura e em alguns locais de coloração amarelada.Ao corte, notam-se regiões com estrias negras. Encontram-se também porções do músculo amolecidas, deixando extravasar quando comprimida uma serosidade vermelho escura com bolhas gasosas. Esses tecidos têm um odor adocicado característico.

Além dos animais da espécie Bovina, são também suscetíveis ao mal, vários animais de laboratório, como a cobaia. Já coelhos e camundongo são bastante resistentes, sendo utilizados essas espécies de laboratório para a diferenciação entre a Peste da Manqueira e o Edema Maligno, causado pelo Carbúnculo hemático ou verdadeiro, já que essas espécies são receptíveis a esta última.

Quando exposta ao ar, a toxina secretada pelo germe causador da infecção, perde rapidamente sua potência. O pesquisador Bail, isolou desse germe uma por ele chamada Agressina, a qual leva hoje seu nome (Agressina de Bail).

PROFILAXIA -

Existem no mercado de produtos farmacêuticas veterinários várias vacinas preparadas para prevenirem o mal.

Os pesquisadores Arloing, Cornevin e Thomas foram quem pela primeira vez prepararam uma vacina eficiente contra o mal. Tal vacina, é preparada com triturado de tecido muscular infectado pela doença, depositado em camadas finas, o qual sofre processo de dessecação na temperatura de 37 graus centígrados. Uma parte desse preparado é aquecido a temperatura de 100-140 graus centígrados durante sete horas, e outra parte aquecida durante o mesmo tempo, na temperatura variável entre 90-94 graus centígrados.

Para a vacinação dos animais suscetíveis (bovinos), na idade de seis meses a um ano, são aplicadas duas doses dessa vacina anteriormente preparada, separadas por uma semana a dez dias de intervalo, sendo a primeira dose aquela aquecida à temperatura mais alta , seguida uma segunda dose daquela aquecida a temperatura mais baixa.

Tal método de vacinação foi mais tarde modificado por Preisz , que atenuou o material infectado básico, submetendo-o a vapor fluente dágua durante seis horas, e aplicando uma dose de 0,05 g de tal produto em uma primeira dose, e dose dupla em uma segunda aplicação após 10 dias.

Outra modificação dessa técnica, é a introduzida pelo pesquisador Kitt, que manda preparar sua vacina com pó obtido pela atenuação de tecido infectado submetido ao vapor dágua a 97 graus por seis horas seguidas. Para prevenção com esta vacina, é necessária apenas uma dose da referida vacina.

Nos Estados Unidos durante muito tempo foi essa última técnica introduzida por Kitt que prevaleceu, porém foi mais tarde modificada por Norgaard. Em sua técnica de preparo da vacina o material básico é submetido no forno ao ar quente onde encontra-se permanentemente esponja embebida em água que satura o ambiente do forno na temperatura de 93-94 graus centígrados.

Novas técnicas mais modernas são hoje utilizadas, todas com comprovada eficácia contra o mal.

CARMELLO LIBERATO THADEI
MÉDICO VETERINÁRIO
CRMV-SP-0442.

CONDIÇÕES DE USO DE IMAGENS E TEXTOS

CONDIÇÕES DE USO DE IMAGENS E TEXTOS


Copyright®1997/2011 - Comercial De Cicco. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação deste conteúdo é expressamente proibida, estando sujeito o infrator às sanções legais cabíveis, de acordo com a lei 9610/98. Política de Privacidade e Segurança



Saúde Vida On line


Entre para a família Saúde Animal e personalize sua navegação.