menu_zoo Outros Vermes Répteis Protozoários Primatas Poriferos Peixes Moluscos Miriápodes mamífeors Insetos Felinos Fauna Brasil Equinodermos Crustáceos Celenterados Aves Aracnídeos Anfíbios Ameaçados Acrânios


ALCON

Google
 

A classe dos répteis possui 6000 espécies e estão melhor adaptados à vida em terra seca que os anfíbios. Os pulmões são bem desenvolvidos e possuem brônquios ramificados, podendo fornecer toda a respiração necessária, principalmente porque a caixa torácica está completa. Nas tartarugas não existe o esterno. A pele, que não é necessária à respiração, é sempre espessa, e apresenta uma camada córnea diferenciada em placas e escamas. Estas podem ser lisas ou rugosas, justapostas ou sobrepostas.

As escamas são formadas pela epiderme (camada mais externa da pele). A camada mais externa é substituída à medida que se desgasta (tartarugas e crocodilos) ou é mudada completamente (cobras e lagartos). A mandíbula é articulada de tal maneira que a boca pode ser bastante aberta, para o animal engolir presas grandes.

Todos os répteis, menos as tartarugas, possuem dentes, em geral voltados para trás, e são usados para segurar a presa e não para mastigar. Eles caem periodicamente e são substituídos. Os órgãos dos sentidos são bem desenvolvidos. Os olhos possuem pálpebras que, nas cobras são transparentes e sólidas. A audição é aguda, principalmente nos largatos. O olfato é realizado pelas narinas e pelo órgão de jacobson (menos nos crocodilos), localizado no teto da boca (palato). Esse órgão detecta os odores levados a ele pela língua à medida que elas sai e entra na boca.

O cérebro também é mais complexo, e possui 12 pares de nervos cranianos, como nos animais mais desenvolvidos. A reprodução se faz por fertilização interna, pois os machos, em geral, possuem o pênis eréctil. Algumas vezes os ovos são chocados no corpo da fêmea (fêmea ovovivípara). Nos outros casos os ovos depois de fertilizados, são postos para chocar fora do corpo. Os répteis estão relacionados com os vertebrados superiores: os répteis são animais de sangue frio, isto é, sua temperatura varia com a do ambiente. Assim, todas as funções que precisam de calor (digestão, reprodução, etc.) dependem diretamente do ambiente. Isto não permite que os répteis sejam numerosos nos locais de clima frio, onde hibernam durante o inverno.

Crocodilos e tartarugas

Crocodilos e tartarugas pertencem a diferentes ordens dentro da classe Reptilia. Caracteristicamente, crocodilos são carnívoros, possuem um longo focinho, dentes pontudos para capturar as presas, e duras escamas quadradas. Todos os crocodilianos estão adaptados para a vida em terra e na água: eles têm quatro poderosas pernas para os movimentos em terra; uma forte cauda para natação; e seus olhos e narinas localizam-se em porções altas da cabeça, de forma a permanecerem fora da água enquanto o restande do corpo está submerso. A ordem Chelonia inclui os diferentes tipos de tartarugas (terrestres, marinhas, dulciaqüícolas). Em geral, os quelônios têm um corpo curto e largo, enclausurado num casco ósseo com uma cobertura córnea, externa, para dentro do qual a cabeça e os membros podem ser retraídos; e um bico córneo em vez de dentes. Click aqui para ver a anatomia interna de uma tartaruga dulciaqüícola.

Cobras e Lagartos

Cobras e lagartos pertencem à ordem Squamata (divisão da classe Reptilia). Características típicas de répteis incluem pele escamosa, pulmões e sangue frio. A maioria dos répteis põe ovos com casca semelhante, apesar de alguns chocarem os ovos dentro do corpo, com posteiror nascimento de filhotes vivos. Lagartos pertencem à subordem Lacertilia. Em geral, eles têm longas caudas e, na troca de pele, esta sai partida em diversos pedaços. Muitos lagartos podem regenerar a cauda caso esta venha a ser partida; alguns podem mudar de cor; e alguns não possuem membros. Cobras compôem a subordem Ophidia. Todas as cobras têm corpo longo e sem membros; podem descocar a mandíbula para engolir presas grandes; e têm pálpebras unidas, formando uma membrana transparente à frente do olho. A maioria das cobras troca de pele numa única peça. Cobras constritoras matam sua presa por esmagamento; cobras peçonhentas envenenam sua caça. Click aqui para ver a anatomia interna de um lagarto fêmea.

Classificação dos Répteis

ORDEM SUBORDEM FAMíLIA EXEMPLO
Chelonia Cryptodira Emydidas Tartaruga

-

-
Tertudinae Jaboti

-

-
Cheloniidae Tartaruga Verde

-

-
Dermochelyidae Tartaruga da Nova Guiné

-
Pleurodira Pelomudasae Tracajá
Squamata Sauria Gekkonidae Lagartixas

-

-
Iguanidae Iguana

-

-
Agamidae Moloch

-

-
Chamalaeleontidae Camaleão

-

-
Lacertidae Lagarto

-

-
Anguidae Cobra-de-Vidro

-

-
Varanidae Varano

-

-
Amphisbenidae Anfisbena

-

-
Helodermatidae Monstro-de-gila

-
Serpentes (Ophidia) Typhlopidae Cobra-de-duas-cabeças

-

-
Leptotyphlopidae Leptotyphlops

-

-
Boidae Jibóias, Píton

-

-
Colubridae Cobra-d'água

-

-
Elapidae Coral verdadeira

-

-
Hydrophiidae Cobra marinha

-

-
Viperinae Víbora

-

-
Crotalinae Cascavél, Urutú
Crocodilia

-
Crocodylidae Crocodilo

-

-
Gavialidae Gavial
Rhynchocephalia

-

-
Tuatara

Lúcia Helena Salvetti De Cicco
Diretora de Conteúdo e Editora Chefe

Versão para imprimir

CONDIÇÕES DE USO DE IMAGENS E TEXTOS


Copyright®1997/2011 - Comercial De Cicco. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação deste conteúdo é expressamente proibida, estando sujeito o infrator às sanções legais cabíveis, de acordo com a lei 9610/98. Política de Privacidade e Segurança




Sa�de Vida On line


Entre para a família Saúde Animal e personalize sua navegação.