menu_zoo Acrânios Ameaçados Anfíbios Aracnídeos Aves Celenterados Crustáceos Equinodermos Fauna Brasil Felinos Insetos mamífeors MiriápodesMoluscos Peixes Poriferos Primatas Protozoários Répteis Vermes Outros


ALCON

Google
 


Tangará
Animal da Fauna Basileira

NOME COMUM: Tangará
OUTRO NOME: Saíra-pintor
NOME CIENTÍFICO: Tangara fastuosa
NOME EM INGLÊS: Seven-coloured Tanager
FILO: Chordata
ORDEM: Passeriformes
FAMÍLIA: Thraupidae
COMPRIMENTO: 13,5 cm
ALIMENTAÇÃO: A alimentação básica na natureza consiste de pequenas frutas e bagas, insetos que recolhem nas folhagens e ramos.
DISTRIBUIÇÃO: Espécie exclusiva da região Nordeste. Ocorre no litoral de Pernambuco à Alagoas.
HABITAT: Vive nas porções remanescentes de Mata Atlântica no
Nordeste.
CARACTERÍSTICAS: Bico cônico, triangular na base.
NINHO: Ninho em forma de taça rasa, contruído nos galhos de árvores.
OVOS: 3 ou 4 por vez. 15-17 dias de incubação
MATURIDADE SEXUAL: 12 meses
PERÍODO DE REPRODUÇÃO: Primavera e verão
AMEAÇA: . As populações da espécie só existem no litoral de Pernambuco e Alagoas. Foram ao longo dos anos muito perseguidas pelos criadores de pássaros. Hoje elas estão em estado crítico devido e encontra-se ameaçada de extinção, devido principalmente à forte pressão de caça para abastecer o comércio ilegal de aves silvestres e também à rápida degradação de seu habitat
.

O Tangará é conhecido no Brasil desde o século XVII, quando um naturalista de nome Macgrave visitou nosso País e descreveu inúmeros representantes da nossa fauna e flora. Esta ave da um toque latino-americano à América do Norte durante a primavera e o verão. A maior parte das 200 espécies de tangarás vive na América Central e do Sul, embora existam 4 espécies que procriam nos Estados Unidos e Canadá.

O macho, durante a época de acasalamento, apresenta cores brilhantes, enquanto as fêmeas são menos vistosas. Depois da temporada de acasalamento, a plumagem do machos de tangará norte-americano são vermelhos, mas o tangará que habita as montanhas do oeste do EUA é amarelo com asas pretas e rastro vermelho.

Há tangarás menores que um pardal e outros maiores que uma pega. Todos têm bico cônico. O tangará raramente pousa no chão, passando a maior parte do tempo em árvores ou arbustos. Alimenta-se de frutas, grãos, sementes e insetos. Algumas espécies vivem em bandos; outras são solitárias. O nome tangará vem do tupi tãga 'rá.

Lúcia Helena Salvetti De Cicco
Diretora de Conteúdo e Editora Chefe

Versão para imprimir


CONDIÇÕES DE USO DE IMAGENS E TEXTOS

Copyright®1997/2014 - Comercial De Cicco. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação deste conteúdo é expressamente proibida, estando sujeito o infrator às sanções legais cabíveis, de acordo com a lei 9610/98. Política de Privacidade e Segurança




Sa�de Vida On line

Entre para a família Saúde Animal e personalize sua navegação.